Entertainment

Mesa Redonda de Grey's Anatomy: Há muito “preenchimento” nesta temporada?

Alguém mais está cansado de preenchimento?

Embora tenha havido alguns momentos fortes durante Grey's Anatomy, temporada 20, episódio 7também fica evidente que a série é repleta de fillers e temos muito a dizer sobre isso.

Junte-se aos Fanáticos de Grey Haley Whitmire Branco, Lucy Peel, e Jasmim Azul enquanto eles discutem tudo.

Você gosta desses episódios focados em casos médicos ou está sentindo falta do drama interpessoal?

Haley: Está tudo bem, mas sinto falta do velho Grey com o drama, os grandes eventos e as crises. Os episódios filler são um pouco chatos. Este em particular foi ótimo, e fiquei feliz em ver os escritores lançarem luz sobre outra questão muito séria (altas taxas de mortalidade materna entre mulheres negras).

Lúcia: Gostei muito do episódio. Fiquei feliz por ter uma folga das idas e vindas mesquinhas.

E embora tivesse foco médico, avançou um pouco a história de todos. Teddy e Owen se reconectaram, Bailey aprendeu mais sobre o passado de Simone, o que pode ajudá-la a seguir em frente com os estagiários, voltamos à réplica de Millin e Blue, e Lucas e Yasuda voltaram aos trilhos.

Jasmim: Gosto de um equilíbrio saudável de ambos. eu gosto casos médicosporém, porque são uma ótima maneira de mostrar a todos no hospital e ter uma ideia de como eles são como profissionais.

Você acha que os escritores confiam muito em usar Amelia como a cativante terceira roda nos relacionamentos de seus ex-namorados?

Haley: Sim, estou um pouco entediado com isso também. Seria bom ter um enredo baseado em Amelia que não envolvesse um ex ou seu atual parceiro. Onde estava Beltran e por que não estamos vendo mais desse (espero) romance emergente?

Lúcia: Mais uma vez, parecia que os escritores não sabiam o que fazer com ela, então continuaram colocando-a no meio de relacionamentos em vez de deixá-la construir os seus próprios.

Ela é a terceira roda, mas não acho que seja particularmente cativante. A discussão com Amelia e Teddy foi tão estranha no começo. Parecia que Amelia sabia mais do que estava deixando transparecer, levantando suspeitas por toda parte, mas no final, eram apenas Owen e seus sentimentos que causavam o desconforto.

Jasmim: A verdade é que há muito tempo que eles não sabem o que fazer com Amélia. Depois que Mer e Maggie foram embora, e ela e Link se separaram aleatoriamente “pela trama”, é como se eles tivessem desistido completamente de fazer com que ela fizesse algo significativo ou carregasse um enredo decente.

Estou um pouco divertido com o trio, mas no geral, se não fosse pelo fato de que Caterina Scorsone é ótimo, eu estaria me perguntando por que eles ainda não a escreveram. Eles nem tiraram vantagem do ângulo de Shepherd com Lucas tanto quanto eu pensava.

Simone estava fortemente centrada. Você acha que tem uma visão melhor da personagem dela? Você gostou do desenvolvimento dela?

Haley: Não é a primeira vez que os escritores se concentram na história de Simone e na perda de sua mãe, mas foi bom lembrar de sua vulnerabilidade em casos como este. Eu realmente amo a personagem dela e espero que vejamos algum crescimento positivo para ela antes do final da temporada.

Lúcia: Essa foi a primeira vez que eu realmente gostei da personagem da Simone e senti por ela. Fiquei aliviado quando ela contou a Bailey a história de sua mãe e sou grato por Bailey ter ouvido e respondido da maneira que ela fez.

Foi uma cena linda entre eles, e espero que dar a Bailey mais informações sobre seus estagiários ajude muito em seu relacionamento com eles. Talvez ela compreenda melhor o que essa safra de estagiários precisa para ajudá-los a ter sucesso.

Jasmim: Eu apreciei eles revisitando isso porque isso certamente aconteceria para ela. Acho que Simone tem uma má reputação. Ela é irritante às vezes, mas os estagiários normalmente são. Como esta nova versão de classe de Meredith Grayela ser irritante, danificada e incapaz de navegar ainda é uma marca.

Eu gostei que eles voltaram ao que a levou à medicina e aos traumas que ela tem em torno disso, e eles lidaram bem com isso.

O episódio explorou a taxa de mortalidade materna e o problema comum na área da saúde: as mulheres não são ouvidas até que seja tarde demais. Quão bem você acha que eles exploraram isso?

Haley: Acho que foi bem tratado. Apreciei que eles fizeram isso sem matar o paciente. As mulheres negras correm um risco particularmente elevado de complicações no parto, por isso é muito importante que contem a história da forma como o fizeram.

Lúcia: As estatísticas que cercam a saúde das mulheres neste país, especialmente entre as mulheres negras, são atrozes. Grey sempre se destaca em esclarecer esses problemas de saúde.

Mas acho que houve algumas oportunidades perdidas. Bailey abriu a clínica de saúde reprodutiva feminina, e por que isso nunca é mencionado? Eles se esqueceram disso? Ainda está aí? Por que não fazer com que os estagiários trabalhem na clínica?

Jasmim: Gostei que eles abordassem esse assunto sem analisar as estatísticas e nos martelar na cabeça. Eles deixaram o enredo funcionar por conta própria.

É uma questão que sempre ressoa em mim porque quase perdi minha mãe e meu irmão nessas circunstâncias. Eu testemunhei isso em primeira mão, todos os elementos envolvidos, e como minha própria mãe estava prestes a se tornar outra estatística, e foi assustador.

Uma série não me atingiu tão forte quanto The Resident, temporada 2, episódio 20e escrevi extensivamente sobre isso há alguns anos, mas gostei do destaque aqui.

Jo está totalmente comprometida com a obstetrícia. Pensamentos?

Haley: Jo percebe que não pode continuar se espalhando tanto, e já era hora! Ela quer fazer a diferença em seu trabalho e, para isso, precisa focar sua atenção naquilo que a apaixona. Isso já é OB há muito tempo, então estou feliz que ela esteja apostando tudo.

Lúcia: Faz sentido. Ela só voltou para a Cirurgia Geral porque Bailey precisava dela depois que o programa de estágio foi encerrado. Claro, ela deveria voltar para a obstetrícia, mas ela precisa de um mentor. Então, vamos trazer Carina de volta depois Estação 19 acabou e faça com que eles sejam a mais nova dupla dinâmica do hospital.

Jasmim: Faz sentido. Eles deveriam trazer Carina de volta para orientá-la. Porém, ela precisa dedicar seu tempo a uma especialidade que é para ela.

Quais são seus sentimentos gerais sobre esta temporada e o que você espera ver no final?

Haley: Até agora, a temporada tem sido relativamente monótona. Tivemos alguns antecedentes de personagens decentes, mas nada realmente aconteceu. O que aconteceu com os dias dos acidentes de avião, desastres naturais, bombas nas cavidades corporais e Fios LVAD? Espero que possamos recuperar mais dessa energia.

Lúcia: Como todos nós discutimos, esta temporada tem sido principalmente de preenchimento, então meus sentimentos são “meh”. Espero que o final leve a série adiante e, como Haley disse, vamos ver um pouco de SC.

Sabemos que eles estarão de volta na próxima temporada, então quero ver os estagiários de volta às salas de cirurgia. Quero ver casos médicos interessantes e quero que Amelia finalmente tenha algo para fazer e talvez algum avanço com Monica Beltran.

Jasmim: Concordo que é uma temporada em que parece que as coisas estão acontecendo, mas nada está realmente acontecendo. Mas então, eu me senti assim em relação à temporada de televisão em geral.

Parece uma temporada cheia de preenchimento. Não há nada de errado com isso, mas eu definitivamente gostaria de ver a emoção que pode surgir com uma temporada completa.

Qual foi sua história, momento ou personagem favorito?

Haley: Adorei quando Yasuda entrou no Joe's e ficou chateado porque Blue e Millin comeram sem ela. Ela disse que eles teriam que esperar até que ela terminasse.

Ela é tão engraçada e personagem peculiar. Também adorei vê-la intervir para impedir que Lucas se perdesse com os amigos de um paciente. Podemos vê-la sendo séria e profissional, além de boba e engraçada, e eu adoro isso.

Lúcia: Tudo em torno do caso Lauren Ferguson foi excelente. Jo percebeu que precisava prestar mais atenção às gestantes e que precisava focar na obstetrícia para fazer isso.

A atitude de Griffith com Lauren e seu marido ao lado da cama foi excelente, e ela foi perfeita até ver sua mãe na mesa e então congelar.

Seu mecanismo de enfrentamento parecia preciso e ela contou a Bailey a verdade nua e crua. Mas principalmente, fiquei incrivelmente aliviado por eles não terem matado a personagem dela.

Teria sido um pouco exagerado com Simone, e estou feliz que seus filhos cresçam com uma mãe. Parecia mais um caso clássico de Grey, e eu realmente gostei.

Jasmim: Aquela cena entre Simone e Bailey realmente tocou meu coração. Eu vivo para esses pequenos momentos e interações, e é aí que Gray se sente incrivelmente nostálgico.

Para vocês, Fanáticos de Grey. Você concorda conosco? Clique nos comentários abaixo!

Grey's Anatomy vai ao ar quinta-feira na ABC às 21/08. Você pode transmitir no dia seguinte em Hulu.

Jasmim Azul é redator sênior da TV Fanatic. Ela é uma insone que passa as noites e as madrugadas assistindo a muitos programas e bebendo muito chá. Seu gosto eclético faz dela uma espectadora imprevisível, que aprecia personagens complexos, representações diversas, duplas dinâmicas, histórias convincentes e prazeres culposos. Você definitivamente a encontrará tuitando obsessivamente ao vivo, tornando-se poética e conversando com outros fanáticos e leitores. Siga-a no X.



Source

Related Articles

Back to top button