News

50 mortos, 2.000 casas danificadas porque fortes chuvas provocam inundações no Afeganistão

O país lutou contra a escassez de ajuda depois que o Taleban assumiu o poder com a retirada das forças estrangeiras.

Cabul:

Pelo menos 50 pessoas morreram após uma nova onda de fortes chuvas e inundações no centro do Afeganistão, disse uma autoridade no sábado.

Mawlawi Abdul Hai Zaeem, chefe do departamento de informação da província central de Ghor, disse à Reuters que não havia informações sobre quantas pessoas ficaram feridas na chuva que começou na sexta-feira, que também cortou muitas estradas importantes para a área. .

Zaeem acrescentou que 2.000 casas foram completamente destruídas, 4.000 parcialmente danificadas e mais de 2.000 lojas ficaram submersas na capital da província, Feroz-Koh.

Na semana passada, inundações repentinas causadas por fortes chuvas devastaram aldeias no norte do Afeganistão, matando 315 pessoas e ferindo mais de 1.600, disseram as autoridades no domingo.

Na quarta-feira, um helicóptero usado pela força aérea afegã caiu devido a “problemas técnicos” durante tentativas de recuperar os corpos de pessoas que caíram num rio na província de Ghor, matando uma pessoa e ferindo 12 pessoas, disse o ministério da defesa do país.

O Afeganistão é propenso a catástrofes naturais e as Nações Unidas consideram-no um dos países mais vulneráveis ​​às alterações climáticas.

O país tem lutado contra um défice de ajuda depois de os talibãs assumirem o poder quando as forças estrangeiras se retiraram do país em 2021, desde que a ajuda ao desenvolvimento que constituía a espinha dorsal das finanças governamentais foi cortada.

O défice agravou-se nos anos seguintes, à medida que governos estrangeiros se debatem com crises globais concorrentes e com a crescente condenação das restrições impostas pelos Taliban às mulheres afegãs.

(Exceto a manchete, esta história não foi editada pela equipe da NDTV e é publicada a partir de um feed distribuído.)

Source

Related Articles

Back to top button