Entertainment

Star Trek: Robert Picardo da Voyager fez teste a contragosto para o médico

Picardo foi um dos muitos atores de “Star Trek” que não estava totalmente familiarizado com a franquia. Quando soube que estava fazendo um teste para interpretar um holograma, percebeu que seu personagem seria essencialmente um feixe de luz. Ele não sabia sobre os holodecks de “Star Trek: The Next Generation” que podem simular o toque com campos de força. Apesar de tudo, ele não ficou impressionado com o personagem:

“Meu agente me enviou o roteiro e lembro que a descrição do personagem era 'um programa de computador de um médico, sem cor, sem humor'. Eu não sabia o que isso significava, e então ouvi que ele era um holograma. Eu sabia um pouco mais sobre o original'.Jornada nas Estrelas,' mas eu não tinha muito conhecimento sobre 'A próxima geração,' então eu não sabia sobre o Holodeck. Eu não conseguia entender como um holograma poderia lidar com instrumentos reais. Eu disse: 'Como ele pega uma hipoglicemia? Como você pega algo quando não tem densidade material?'”

Foi uma amiga dele, Megan Gallagher, co-estrela de “China Beach”, que o encorajou a ler para Neelix. Gallagher apareceu em o episódio “Star Trek: Deep Space Nine” de 1993 “Little Green Men”, então ele estava familiarizado com a Paramount e todos os meandros envolvidos nas audições de “Star Trek”. Aliás, Gallagher finalmente apareceu na “Voyager” no episódio “Body and Soul” de 2000.

Mas Neelix não estava nas cartas para Picardo, o que, ele admitiu, era uma espécie de bênção. “Não consegui esse papel, graças a Deus, porque nunca teria tido a paciência com a maquiagem que Ethan Phillips fez”, confessou. Neelix é um Tallaxiano e precisava de lentes de contato, dentes falsos e extensas próteses faciais. Picardo não se importou com isso.

Source

Related Articles

Back to top button