News

Comunidade cristã em Pak é atacada e casa queimada por acusações de blasfêmia

A blasfêmia é um assunto delicado no Paquistão conservador, de maioria muçulmana (Representacional)

Islamabad, Paquistão:

Pelo menos cinco membros de uma comunidade minoritária cristã foram resgatados no sábado, depois de uma multidão muçulmana ter atacado o seu assentamento no leste do Paquistão, disseram a polícia e um líder comunitário.

A multidão, que acusou o grupo cristão de blasfêmia, atirou pedras e tijolos contra a polícia, disse Shariq Kamal, chefe de polícia do distrito de Sargodha.

Um grande contingente de policiais isolou o assentamento, disse ele, acrescentando que a multidão foi rechaçada e cinco cristãos feridos foram levados ao hospital.

Pelo menos uma casa e uma pequena fábrica de calçados foram incendiadas por manifestantes que se reuniram depois que vizinhos alegaram que o livro sagrado muçulmano, o Alcorão, havia sido profanado por um membro minoritário da comunidade, segundo um porta-voz da polícia e Akmal Bhatti, um cristão. líder.

“Eles queimaram uma casa e lincharam vários cristãos”, disse Bhatti.

Vídeos postados nas redes sociais mostraram manifestantes saqueando itens de propriedades em chamas. Outros foram vistos jogando os itens em uma pilha em chamas na rua.

Bhatti disse que os vídeos eram imagens da cena.

A Reuters não conseguiu verificar as fotos de forma independente.

A Comissão independente de Direitos Humanos do Paquistão disse que a comunidade cristã estava “em grave risco de vida nas mãos das turbas acusadas”.

A blasfêmia é um assunto delicado no Paquistão conservador, de maioria muçulmana, onde apenas uma acusação pode levar a um linchamento nas ruas.

Grupos de direitos humanos dizem que as duras leis sobre blasfêmia do Paquistão são frequentemente utilizadas indevidamente para acertar contas pessoais.

Embora a blasfémia seja punível com a morte no Paquistão, ninguém foi executado pelo Estado por isso, embora numerosos acusados ​​tenham sido linchados por multidões indignadas.

Uma multidão muçulmana atacou uma comunidade cristã no leste do Paquistão no ano passado, vandalizando várias igrejas e incendiando dezenas de casas depois de acusar dois dos seus membros de profanarem o Alcorão.

(Exceto a manchete, esta história não foi editada pela equipe da NDTV e é publicada a partir de um feed distribuído.)

Source

Related Articles

Back to top button