News

Ex-presidente da Colômbia Uribe acusado de adulteração de testemunhas

Uribe, que foi presidente de 2002 a 2010, pode pegar até 12 anos de prisão por adulteração e suborno de testemunhas.

O ex-presidente colombiano Álvaro Uribe foi acusado de adulteração de testemunhas e suborno, tornando-se o primeiro chefe de Estado a enfrentar um julgamento criminal no país latino-americano.

As acusações surgem de uma investigação sobre os supostos laços de Uribe com grupos paramilitares de direita. O líder de 71 anos é acusado de “oferecer dinheiro ou outros benefícios” a testemunhas para desacreditar um opositor político que estava a aprofundar os seus laços familiares com os grupos armados.

Se condenado, Uribe pode pegar até 12 anos de prisão.

Uribe, que foi presidente de 2002 a 2010, negou qualquer irregularidade e acusou a Procuradoria-Geral da Colômbia de “vingança política”.

Há conversas telefônicas grampeadas nas quais o ex-presidente pode ser ouvido discutindo com um de seus advogados os esforços para derrubar dois ex-combatentes paramilitares que deveriam testemunhar contra ele. Uribe disse que suas conversas foram interceptadas ilegalmente.

“Nunca procurei procurar testemunhas. Queria defender minha reputação”, disse Uribe durante a audiência virtual.

A juíza Sandra Heredia rejeitou seu pedido de arquivamento do caso.

O caso data de 2012

Uribe disse na sexta-feira que se sentiu magoado por ser o primeiro ex-presidente a ter que se defender em tribunal.

O assunto remonta a 2012, quando Uribe, então senador, apresentou queixa contra o senador de esquerda Ivan Cepeda, a quem acusou de tramar um complô para ligá-lo falsamente a grupos paramilitares.

Mas o Supremo Tribunal decidiu não investigar Cepeda, voltando-se em vez disso para Uribe.

A investigação contra Uribe começou em 2018 e teve inúmeras reviravoltas, com vários procuradores-gerais tentando encerrar o caso.

Ganhou novo impulso com a Procuradora-Geral Luz Camargo, que assumiu o cargo em Março e foi escolhida pelo primeiro presidente de esquerda da Colômbia, Gustavo Petro – historicamente um inimigo de Uribe.

Uribe, que continua a ser uma voz proeminente na direita colombiana, era conhecido por ser duro com os combatentes de esquerda das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e opôs-se fortemente ao histórico acordo de paz de 2016 que viu os rebeldes marxistas desarmarem-se.

Source link

Related Articles

Back to top button